header-photo

Xodó de Marcelo Oliveira ganha
clássico e salva cargo do técnico



Da Equipe FutebolPR

Até este domingo, o meio-campista Márcio Diogo era um dos alvos prediletos da torcida organizada do Paraná Clube - aquela que mais gosta de vaiar do que incentivar. Apesar da falta de apoio, ele seguiu com crédito do técnico Marcelo Oliveira e na hora em que o treinador mais precisava, o jogador foi lá e salvou o cargo do “professor” que o trouxe do futebol mineiro para o Tricolor. Com um gol de Márcio Diogo, o Paraná venceu o Coritiba por 1 x 0, em Paranaguá.

O resultado não apenas salvou o cargo de Marcelo Oliveira como descomprimiu o ambiente no Tricolor. O time foi a 13 pontos, distanciou-se da zona de rebaixamento e pode voltar a freqüentar o G8 se vencer o Cascavel, sábado que vem, na Vila Capanema. Para o presidente Aquilino Romani, o pior já passou. “Nosso time não é nem pior nem melhor do que os outros. Vamos buscar essa classificação”, afirmou.

No Coritiba, houve a tentativa de encarar a perda da invencibilidade como um fato “normal”. “Tivemos muitas mudanças e isso alterou a forma com que estávamos acostumados a jogar. Perdemos quando podíamos perder”, disse o técnico Ney Franco, que atuou com 10 jogadores o clássico. O argentino Ariel Nahuelpan reapareceu na equipe, mas só para suar a camisa. O jogador foi peça nula no time alviverde.

Sem ter nada a ver com o mau desempenho de Ariel, o Paraná Clube foi mais consistente durante todo o jogo. No 1.º tempo, a marcação forte até fez a partida ganhar contornos de um embate violento. A melhor chance da etapa foi do Tricolor, aos 26min, com Márcio Diogo, que mandou a bola na trave. O Coxa teve seu lance mais agudo aos 28min, em uma triangulação entre Fabinho Capixaba, Marcos Aurélio e Enrico, que chutou para fora.

No 2.º tempo, o Tricolor seguiu com mais volume e chegou aos gol aos 23min. Márcio Diogo retornava da posição B para a A, recebeu cruzamento, ajeitou e bateu forte na saída de Edson Bastos. O Coritiba reclamou impedimento. Em seguida, o técnico Ney Franco tentou algumas alternativas para buscar o empate, mas foi em vão. O clássico dos 20 anos foi vencido pelo Tricolor.

21/2/2010
Coritiba 0 x 1 Paraná Clube
Local:
Gigante do Itiberê, em Paranaguá; Árbitro: Heber Roberto Lopes; Assistentes: Gilson Bento Coutinho e Bruno Boschilia; Renda: R$ 39.435; Público: 2.152; Gol: Márcio Diogo, 23min do 2.º; Cartões amarelos: Chicão e Enrico
Coritiba: Edson Bastos; Fabinho Capixaba, Lucas Mendes, Pereira (Geraldo, 27min do 2.º) e Triguinho; Marcos Paulo, Dirceu (Demerson, no intervalo), Enrico (Renatinho, 3min do 2.º) e Rafinha; Ariel e Marcos Aurélio
Técnico: Ney Franco
Paraná Clube: Juninho; Irineu, Chicão (Edimar, 12min do 1.º), Diego Correia (Douglas Henrique, 27min do 2.º) e Luís Henrique; Jefferson, Luiz Camargo, João Paulo, Elvis (Everton, 16min do 2.º) e Márcio Diogo; Marcelo Toscano
Técnico: Marcelo Oliveira

5 Espinafrar:

Junior disse...

"aquela que mais gosta de vaiar do que incentivar" ?????

Não gosto muito de torcida organizada... mas difamar?? Ou isto se resume a inveja ou a falta de informação, o que acarreta no descomprometimento deste sitio com o esporte e a noticia, tira seus creditos e o torna apenas um blog de opinião de um torcedor que pouco entende de futebol!!!

Pena, pois poderia ser um grande site

Alisson disse...

Não houve impedimento no gol do Paraná...

Quem ver o replay vai perceber...Não precisa distorcer os fatos.

Anônimo disse...

Quem vaia e critica é a turma do amendoim. A organizada apoia os 90 minutos e, somente ao apito final, se o time não compareceu, é que são realizadas as cobranças.

Anônimo disse...

Hoje é a última vez que acesso este site... O que realmente todos nós devemos prezar no jornalismo sério é a imparcialidade e, a partir do momento em que vislumbramos a tendencialidade, é a hora de buscarmos outro sitio de informação sobre o futebol paranaense. Triste a colocação do noticiante que deveria largar o jornalismo e passar a abanar bandeira para algum político na esquina. Caro jornalista, você foi infeliz e não merece respeito, quem dirá o acesso de qualquer membro da torcida paranista e, ainda mais, da torcida que mais apoia o time em todo o nosso Estado, Furia Independente. Até nunca mais.

Anônimo disse...

SITE ANTI-PARANISTA QUEM ESCREVE NESSE SITE NÃO TEM O CARATER DE ASSSINA O QUE ESCREVE ATLETICANOPR É SINONIMO DE MAU CARATER.

Postar um comentário

DICA!

Escolha a opção "NOME/URL". Coloque seu nome, em seguida selecione "CONTINUAR" e comente.